1º ACMA | (Re)Começar Depois Da Universidade

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Janeiro é um mês de (re)começos e é exactamente com este tema que me estreio no projecto ACMA – A Cultura Mora Aqui. Trabalhar em conjunto com outras bloggers é sempre um prazer e, para quem ainda não conhecer o projecto, aconselho-vos a ler esta introdução.

Hoje trago-vos uma reflexão e com ela a hipótese de ficarem a conhecer um pouco mais sobre mim :)

ACMA
Imagem retirada do Pinterest e adaptada por mim

Há um ano atrás estava a passar por uma fase complicada: tinha terminado a faculdade, o estágio curricular e já estava em casa parada há um mês. Quando saímos da faculdade, saímos cheios de sonhos e esperanças, mas a verdade é que, muitas vezes, o emprego de sonho não surge assim tão rapidamente.
Se no primeiro mês sabe bem estar a relaxar dos 15 anos de estudo, a partir daí começamos a encarar a nossa casa como a nossa prisão intelectual. Estar desempregado é um desperdício das nossas capacidades.

O meu primeiro emprego surgiu ao fim de 6 meses de procura, enquadrado na minha área. Posso dizer que Junho de 2016 foi o mês do meu (re)começo! Muito mudou em mim, embora a embalagem permaneça igual. Começar a trabalhar não nos traz uma independência total e imediata, mas faz-nos começar a viver.

Até ao momento em que entramos no mundo do trabalho, somos seres dependentes de alguém. Ter dinheiro ao fim do mês faz-nos ter uma maior liberdade de escolha. Embora sempre tenha sido uma pessoa poupada (e continuo a ser) sabe-me bem não ter de carregar o peso da preocupação de poder estar a sobrecarregar os meus pais.
Hoje em dia já tenho a hipótese de fazer as minhas poupanças, de sonhar com o futuro e traçar planos mais concisos. Quero começar a viajar e a conhecer o mundo. Quero ter o meu próprio espaço. Quero investir em mim. Quero (re)começar a viver!

Com isto tudo, quero apenas dizer-vos que o caminho nem sempre é fácil quando saímos da faculdade. No entanto, não desistam dos vossos objectivos. Não cruzem os braços, nem se sintam derrotados. O percurso, por vezes, é sinuoso e demorado, mas mais tarde ou mais cedo alcançamos aquilo que procuramos. Lutem pelo vosso (re)começo assim como eu lutei pelo meu!


Blogs que participam no ACMA - Janeiro:


Se quiserem participar, poderão obter mais informações com a organizadora, através do email corsemfim@gmail.com. Qualquer blogger/youtuber pode juntar-se a este projecto :)

Beijinhos,
Daniela

19 comentários:

  1. Adorei! Comecei este ano a minha licenciatura e já tenho receio desse momento pós-faculdade... Mas por falar em recomeços, também recomecei o meu blog, dá uma vista de olhos em www.nostalgia-meliris.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Acabaste de descrever a minha situação actual! Acabei o mestrado este verão e até agora estou à procura de um emprego e não vejo forma de o arranjar. Está muito difícil :/

    ResponderEliminar
  3. Eu iniciei este ano a universidade e já ando louca a pensar onde vou trabalhar quando acabar a licenciatura, e onde devo fazer estágios enquanto estudo para depois ter uma melhor saída! O meu curso é ideal para a cidade onde vivo, mas isso não faz com que eu tenha trabalho imediato e por isso tenho que lutar.

    A questão do dinheiro é exatamente igual, quero imenso ter o meu próprio dinheiro para descarregar os meus pais, também de modo a que eles tenham uma vida melhor. Acho que, no fundo, somos todos um pouco assim :)

    http://primavera-estacional.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Pois, eu estou na luta há um ano já e sei bem que não é fácil por isso aproveita bem e agradece todas essas oportunidades.:)

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Terminei o mestrado em outubro 2013. Trabalhei na área 6 meses. Depois estive um ano fora da área. Consegui emprego na minha área, novamente, mas houve uns problemas e estou parada há ano e meio. :( É complicado.

    ResponderEliminar
  6. É sempre complicada a fase de terminar a universidade. Mas é uma altura é que mudamos o chip, como costumo dizer. Isso acaba-me por me acontecer sempre que perco um emprego, mas permite-me refinar os meus gostos e não gostos. Agora sei que há empregos que não quero e que inicialmente queria bastante e estava entusiasmada com essa possibilidade :D A vida faz-se caminhando e os recomeços fazem parte dela ;)

    ​Eléctrico 28:​​ Descobre o melhor que Lisboa tem para oferecer!

    ResponderEliminar
  7. O importante é nunca baixar os braços à espera que as coisas aconteçam... Boa sorte e um excelente (re)começo! 😉

    ResponderEliminar
  8. Eu ainda estou a meio do meu percurso universitário, mas tenho medo de quando chegar ao fim, não tenha emprego.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Estou no último ano da licenciatura e, apesar de ainda querer tirar o mestrado, arranjar emprego é algo que preocupa bastante. Imagino o frustrante que deve ser querer fazer alguma coisa e termos de ficar em casa. Agora quero preocupar-me com os estudos e fazer uma coisa de cada vez, mas claro que nunca deixo de pensar a 100% no futuro e o arranjar emprego assusta sempre um pouco. Espero que te corra tudo bem, boa sorte nesta nova etapa :)

    Mil beijinhos,
    Life with Ju

    ResponderEliminar
  10. Estou no primeiro ano do secundário, embora já com muitos planos traçados para a faculdade. Fico muito contente pelo teu recomeço e espero que tudo corra bem!

    Um beijinho,
    Bia do Bookaholic.

    ResponderEliminar
  11. Gostei bastante do teu post! Ainda não entrei na faculdade, mas, infelizmente, tenho a consciência (e exemplos) de que não é nada fácil arranjar emprego após acabar o curso, nomeadamente, na área pretendida.

    Beijinhos,
    inesmartinsxx.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  12. Eu acabei a minha licenciatura em Design à cerca de 7 meses e estou iniciando-me como freelancer. Está sendo um início de muita luta, mas não desanimo. Boa sorte para esta nova etapa da tua vida :)

    Bitaites de um Madeirense | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  13. Enquanto estamos na Universidade vivemos num sonho e quando saimos deparamo-nos com a dura realidade de que o mundo laboral não é nada fácil...não me posso queixar porque eu estagiei e trabalhei de imediato mas a realidade não é essa, no entanto, nada de desesperar ;).
    Beijinhos.

    misscokette.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  14. Excelente texto, Daniela! Senti o mesmo que tu quando terminei o curso, e o mesmo quando comecei a trabalhar. E agora aquele friozinho no estômago por finalmente estar perto de ter o que preciso para ter o meu próprio espaço :) faz parte de crescer, e é tão bom!

    Jiji

    ResponderEliminar
  15. Que texto lindo! Eu ainda não ingressei no meu trajecto pela faculdade, ainda estou um pouco longe dessa realidade. Mas é importante ter os pés assentes na terra e acima de tudo nunca desistir! Sucesso linda!

    Diário de uma Africana

    ResponderEliminar
  16. Ainda estou na Universidade e percebo bem quando dizes "não ter de carregar o peso da preocupação de poder estar a sobrecarregar os meus pais.". Espero que o meu recomeço esteja para breve.

    All We Need Is... | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  17. Como me identifiquei com as tuas palavras! Sair da faculdade para a "vida real" pode ser por vezes tão assustador que é bom podermos ouvir testemunhos de outros que já por lá passaram :)
    Beijinhos *

    http://chique-e-geek.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  18. o mais importante é ter os pés bem assentes na terra. mas é tao dificil e entusiasmente ao mesmo tempo. penso que seja uma mudança drastica para a maioria do pessoal
    beijinhos, jess
    girlygirlsthinkpink.blogspot.com

    ResponderEliminar
  19. Ninguém nos ensina como lidar com isso, que é normal... Deviam! Obrigado por partilhares um pouco da tua história! :)

    ResponderEliminar

Fico muito feliz por te ver aqui! Partilha comigo a tua opinião para me ajudares a crescer e melhorar. Muito obrigada ♥
I'm so happy to see you here! Please share with me your opinion, it will help me to grow and improve. Thank you so much ♥