Teatro | Agregado Nada Familiar, Uma Peça Hilariante!

sábado, 29 de abril de 2017

A peça de teatro Agregado Nada Familiar teve a sua antestreia na quinta-feira e eu estive presente. Confesso que já há algum tempo que não ia ao teatro, mas é uma daquelas coisas que admiro bastante. No teatro, ao contrário da televisão e cinema, os actores não têm direito ao "corta e repete", o que me faz admirar ainda mais o seu trabalho.

O Agregado Nada Familiar não é uma daquelas histórias que segue uma linha temporal com princípio, meio e fim: é um conjunto de vários momentos do dia-a-dia de uma família um pouco disfuncional. No entanto, ficamos apegados desde o momento em que nos sentamos na cadeira e começamos a soltar as primeiras gargalhadas. Conseguem imaginar o que é rir durante 2h?


A peça gira à volta de Armindo, um avô de 80 anos, e da sua relação com aqueles que o rodeiam. Embora tenha gostado imenso do desempenho de todos os que estiveram em palco, tenho mesmo de dar destaque ao actor Filipe Salgueiro, o homem que dá vida a este velhote divertido.
A verdade é que todos estes personagens acrescentam algo à peçaSão divertidos e têm expressões que quase nos fazem chorar a rir.

Outra das coisas que adorei foi o cenário: é tão convincente! Devo dizer que acho que nunca tinha visto uma peça com um cenário tão composto e que nos faz acreditar que estamos mesmo a olhar para a sala de alguém.

Na minha opinião, teve apenas um ponto ligeiramente negativo: houve um ou outro momento em que assistimos a falas com um tom de voz um pouco agudo. Percebo o contexto em que surge e confesso que faz sentido no personagem, mas pode incomodar momentaneamente. No entanto, não é um turn off, porque rapidamente nos abstraímos disso.


Se estão por Lisboa, aproveitem para ver esta peça porque vale imenso a pena! Durante este Domingo eles irão continuar a actuar no auditório Camões (às 17h30 e 21h30), no entanto, irão existir mais apresentações em breve. Estejam atentos à página de facebook para ficarem a conhecer as datas e locais.


Vocês gostam de peças de teatro?

Beijinhos,

Como Melhorar A Nossa Higiene Oral? Philips Sonicare

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Olá meus queridos,

Hoje decidi falar-vos de um tema que nunca abordei aqui no blog: a higiene oral. Desde pequena que os meus pais sempre me incentivaram a ter bastante cuidado com os meus dentes e ao longo dos anos esses hábitos permaneceram.
Quando era novinha, os meus pais ofereceram-me uma escova de dentes eléctricas, que tinham sido lançadas pouco tempo antes. Confesso que na altura não me consegui habituar a 100%. Dei-lhe uso, comprei recargas, mas tinha sempre a sensação que as escovas normais lavavam melhor. Quando comecei a usar aparelho, acabei por larga-la devido à alteração nos meus cuidados.

Após todos estes anos de pausa, comecei a utilizar a escova de dentes eléctrica Philips Sonicare CleanCare+, com o intuito de melhorar a minha higiene oral, e hoje irei falar-vos um pouco sobre ela.

Melhorar

Segundo as informações encontradas no site da Philips, a Sonicare CleanCare+ é aconselhada para fazer a transição da escova manual para as escovas eléctricas. Porquê? Porque inclui a tecnologia EasyStart, onde o nível de potência da escova é ajustado nas primeiras utilizações. Desta forma, torna-se possível que os utilizadores se habituem a este novo método de escovagem de uma forma menos abrupta.

Os primeiros segundos são inesperados: senti cócegas na boca e nem sabia que isso era possível. No entanto, essa sensação passa rápido e a tecnologia da escova ajuda-nos mesmo na habituação. Outra facilidade desta escova é o temporizador: a escova desliga-se ao fim de 2 minutos, o tempo de escovagem ideal. Além disso, vai-nos dando um sinal quando devemos mudar de zona da boca que estamos a escovar.

Melhorar

Acho que a Sonicare tem um design ergonómico e é bastante intuitiva. Deixa-nos os dentes limpos sem corrermos o risco de magoar as gengivas (pelo menos no caso de quem não tem gengivas muito sensíveis). A verdade é que com as escovas manuais sinto alguma tendência para utilizar a força quando preciso de escovar as zonas mais inacessíveis e por vezes acabo por me magoar.

Melhorar
Fonte da imagem: Philips

A escova tem uma base onde a carregam, no entanto, como podem ver pela imagem, não necessitam dela para manter a Sonicare em pé e estável. Quanto à bateria, dura vários dias sem termos de carregar, o que para mim é um alívio. O indicador de luz, no corpo da escova, vai-vos indicar quando a bateria estiver fraca.

No geral, estou bastante satisfeita com esta escova. É muito diferente da manual e para alguns é provável que o período de habituação seja "estranho". No entanto, a médio/longo prazo acabam por se habituar e os resultados são visíveis. Com o uso correcto a vossa higiene oral irá certamente melhorar :)


Vocês utilizam escova manual ou eléctrica?

Beijinhos,

Filme | Juntos Para Sempre (A Dog's Purpose)

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Meus queridos apaixonados por animais, este post é para vocês!

Na quinta feira passada estreou o filme Juntos Para Sempre (A Dog's Purpose) e eu corri para o cinema. Não conhecia o livro que deu origem, mas mostraram-me o video com o trailer e acabou por despertar a minha atenção.

Filme

Sinopse:
Baseado no adorado romance bestseller de W. Bruce Cameron, A Dog’s Purpose, o realizador Lasse Hallström (Hachiko - Amigo para Sempre, Juntos ao Luar, A Viagem dos Cem Passos) partilha a surpreendente e comovente estória de um cão dedicado (com a voz de Josh Gad) que encontra o significado da sua própria existência através das vidas dos humanos que ele ensina a rir e amar. O filme de família, contado pela perspetiva do cão, conta também com o talento de Dennis Quaid, Britt Robertson, K.J. Apa, John Ortiz, Juilet Rylance, Luke Kirby, Peggy Lipton e Pooch Hall.

Filme

A minha opinião:
Preparem-se para ficar com o coração aos bocadinhos. Se tal como eu adoram animais, é muito provável que fiquem lavados em lágrimas.
Este filme apresenta-nos o cãozinho Bailey e as suas várias vidas. Foi aplicado o conceito da reencarnação aos cães e a verdade é que funcionou perfeitamente.
Bailey passa por diversas famílias, umas mais felizes que as outras, umas que o amam, outras que o maltratam. Se formos racionais, percebemos que transparece a realidade de vários animais que nem sempre têm a sorte de calhar numa família que os vai amar.
Ao longo do filme ele vai ponderando sobre qual será o seu propósito na vida e nós, humanos que estamos a assistir, somos levados a reflectir no quanto os animais enchem os nossos corações de alegria.

Resumidamente, só vos posso dizer que não tenho defeitos a apontar a este filme! Recomendo-vos que o vejam e que levem uma embalagem de lenços :P

Beijinhos,

6 Dicas Para Quem Quer Planear Uma Viagem Sozinho | ACMA

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Olá meus queridos,

Mais um mês a participar no ACMA - A Cultura Mora Aqui e não poderia estar mais contente com o tema deste mês: Hobbies/Passatempos. Viajei recentemente e andava desejosa para vos falar disso. Tendo em conta que, na minha opinião, viajar é um hobby, aproveitei logo a oportunidade!

Como vocês sabem, fui aos Açores no mês passado. Toda a viagem foi planeada sem recorrer à ajuda de agências de viagem ou outras entidades especializadas. Uma vez que trabalho e estudei na área de turismo, consigo sentir-me minimamente confiante na hora de planear a minha própria viagem. Como tal, decidi organizar um post com algumas dicas que considero essenciais para quem quiser fazer o mesmo que eu. Espero que vos sejam úteis :)

Dicas

Planeia com antecedência
Esta é, na minha opinião, a regra de ouro. Se és daquelas pessoas que gosta de ter tudo organizado com tempo, vais certamente encontrar preços mais acessíveis. Por exemplo, ao marcares avião com alguns meses de antecedência vais encontrar preços muito melhores do que se marcares no próprio mês da viagem.
É verdade que por vezes surgem promoções de última hora, mas não é um método tão fiável, uma vez que esses preços apenas aparecem quando querem acabar de encher o avião.

Outra coisa que podes fazer é visitares sites de várias companhias aéreas ou então agregadores de oferta (como o skyscanner), para poderes avaliar qual é o melhor preço para aquele destino.

Por fim, define previamente os locais que queres visitar. Estuda aqueles que mais te agradam e faz o teu roteiro. Desta forma consegues gerir melhor o teu tempo e evitares andar perdido de um lado para o outro.


Escolhe com cuidado a altura do ano
Se tens flexibilidade na marcação de férias, opta pelas épocas mais baixas. Viajares em meses de inverno, no geral, sai mais barato. Para além disso, em alguns sítios, consegues encontrar as atracções turísticas com menos gente.
O meu conselho é que pesquises um pouco sobre o destino que queres visitar para conseguires encontrar a melhor altura.


Procura um hotel confortável e barato
Se não tens muito dinheiro, esquece os hotéis de luxo. Um hotel 3 estrelas consegue proporcionar-te aquilo que pretendes: conforto e higiene.
Não vale a pena investires muito dinheiro num hotel, porque a maior parte do teu tempo é passado a explorar o destino. O meu conselho é que escolhas um que inclua o regime de pequeno almoço para evitares ter de gastar mais dinheiro em refeições.

Antes de marcares o hotel, investe algum tempo a leres comentários na booking ou tripadvisor. Lá irás encontrar as experiências de outros utilizadores e poderás tomar uma decisão mais consciente e segura.


Planeia as tuas refeições
Não digo que definas tudo ao pormenor, mas tenta fazer uma pesquisa de locais onde podes comer e que se irão adequar ao teu budget.
Na minha viagem aos Açores optámos por comprar algumas coisas no supermercado e guardar no minibar do hotel. Antes de sairmos, preparávamos sandes para o nosso almoço e lanche e a única refeição que fazíamos fora era o jantar. Conseguimos poupar algum dinheiro assim.


Pesquisa sobre os meios de transporte
Se vais para uma grande cidade, não vais encontrar muitos problemas a nível de transportes. O mais provável é teres uma rede bastante completa. No entanto, deves averiguar sobre os títulos de transportes que melhor se adequam ao que pretendes.
Em algumas cidades tens passes para um certo número de dias e transportes, que são bem mais baratos do que se comprares o bilhete diário.

Se fores para um local mais pacato e sem grande rede de transportes, estuda as empresas de aluguer de carros que lá existem. Lembra-te que nesta opção costumam pedir cartão de crédito e, caso não o tenhas, deves contactar a empresa previamente e perguntar se existe outra solução de pagamento.


Atenção ao cartão de crédito
Ter um cartão de crédito é quase fundamental para fazeres uma viagem ao estrangeiro. Aqui em Portugal consegues entrar em contacto com os hotéis ou utilizar o mbnet para pagar o avião, no entanto, lá fora nem sempre é a melhor opção.
Há locais em que te pedem o cartão físico e, caso não tenhas forma de o apresentar, arranjas problemas desnecessários. Se não tiveres nenhum e quiseres utilizar o de um familiar, contacta os locais e pergunta se o podes fazer. Mais vale estudar todas as opções com tempo do que ser apanhado desprevenido.


És blogger/youtuber e também gostavas de participar neste projecto? Se a tua resposta foi um sim, não percas tempo e envia um email para acma.cultura@gmail.com. Todos são bem vindos :)

Lista de criadores:

Não te esqueças de acompanhar todas as participações através da página de facebook e de ver quais são os blogues participantes.


Espero que tenham gostado das dicas :)
Beijinhos,

Daniela

5 Restaurantes / Cafés Que Deves Visitar Em Lisboa

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Há por aí fãs de comer fora ou ir beber um café?
Eu confesso que adoro experimentar novos restaurantes e cafés e acrescentar alguns aos meus favoritos. Não como fora todos os dias, mas uma vez que ainda não tenho grandes gastos, uma vez por semana costumo ir jantar fora com o meu namorado ou beber um café.

Restaurantes

Gostamos de sítios onde podemos comer bem, mas sem a necessidade de grandes luxos. Esta lista apresenta os alguns dos meus locais favoritos: uns mais em conta, outros um pouco mais caros. Preparados para as nossas sugestões?


Gutsy - Avenida da Liberdade
Restaurantes
Preço médio para duas pessoas - 18€

Este restaurante abriu há uns meses na Avenida da Liberdade, mas antes disso já existia em Carcavelos e Arroios. É um espaço agradável e sossegado (pelo menos durante a semana). Gosto da decoração do espaço e da forma como os hambúrgueres são apresentados.
Já fiz um post exclusivamente dedicado a este restaurante (post do Gutsy), mas de uma forma resumida, o menu é interessante e o ponto forte são as batatas e o molho. Caso queiram o hambúrguer bem passado, insistam com eles, pois embora nos perguntem como queremos, têm tendência a "esquecer".
De forma resumida, acho que o preço é adequado ao que nos servem.


Capricciosa - Cascais
Restaurantes
Restaurantes
Preço médio para duas pessoas - 30€

Esta é uma das minhas pizzarias favoritas na zona de Lisboa. Já fui à do Rossio, Carcavelos e à de Cascais, mas a que me agrada mais é esta última, pela vista espectacular.
A massa das pizzas tem boa qualidade e os ingredientes também. É tão agradável que quando reparamos já estamos de prato vazio! Além disso, recomendo-vos a bruscheta capricciosa e o cheesecake, que é o meu favorito.


The Fifties American Diner - Parque das Nações
Restaurantes
Restaurantes
Preço médio para duas pessoas - 35€

O Fifties é aquele tipo de restaurante estilo americano. Ainda só fui a dois e a verdade é que este me agrada bastante.
A qualidade da comida é boa, desde as entradas aos hambúrgueres. O preço varia um pouco consoante as nossas escolhas, mas não acho que seja dos mais exagerados, porque os pratos são bem compostos.
Na minha opinião, este restaurante só peca um pouco pela postura do staff. Não são mal-educados, mas tive uma situação em que dois funcionários estavam à conversa e demoraram a atender.


Arigato Sushi Arena - Campo Pequeno
Restaurantes
Preço médio para duas pessoas - 40€

Actualmente, este é o meu restaurante de sushi favorito!
Eu sou daquelas pessoas que gosta de optar pelos restaurantes buffet, uma vez que me permitem escolher as peças que me agradam, sem ter medo de encher demasiado o prato. Há vários estabelecimentos deste género em que a qualidade fica muito aquém, no entanto, no Arigato sempre tive acesso a peixe fresco e saboroso.
O espaço é interessante, a comida é de boa qualidade e o preço adequa-se ao serviço. O meu único conselho é que reservem primeiro, porque o restaurante é bastante frequentado. Podem fazê-lo através do Zomato, caso não queiram estar a ligar.


Sente - Odivelas
Restaurantes
Preço médio para duas pessoas - 13€

Este último não é um restaurante, mas sim um café. Geralmente frequento por causa dos crepes, mas também encontram algumas comidas rápidas como tostas e hambúrgueres.
Acho que não preciso falar muito sobre os crepes, a fotografia já vos diz muito certo? Para acompanhar costumo optar pelos batidos e a verdade é que saio sempre satisfeita.


Quais são os vossos espaços favoritos na zona de Lisboa? Já foram a algum dos que referi?
Podem consultar todos os menus, preços, fotos e opiniões de utilizadores no site ou app Zomato :)

Beijinhos,
 
Daniela